Fazendo Gato & Sapato

05 dezembro 2009

Poesia citadas...travessias


O que importa é a travessia é nesta que nos tornamos
gente
gente mesmo!
Gente que não é gente brinca com a vida da
gente
mesmo!
Gente que pouco sente
nada consente
Na travessia respostas não emergem facilmente
não são aparentes
não estão na
aparência
Gente mesmo
tem outro substrato
Trazem a dureza do braço batendo na agua
Trazem o arco-iris das margens
Incluidas
A travessia que se atravessa
nos penetra
atravessando nos torna
gente mesmo
A gente,ah gente precisa da gente.

21 outubro 2009

Dia do poeta!!!

Poeta (Dia do poeta)
 


Hoje é o dia do Poeta!
O Poeta é aquela pessoa que com sua arte nos traz alegrias, reflexões, fantasias, sonhos e até mesmo realidade, mesmo sendo de uma forma bem peculiar de escrever sendo em forma de versos, rimas e até mesmo canções alegres ou tristes!

O Poeta as vezes pode ser um sonhador ou quem sabe um realista, pode ser tímido ou extravagante, intelectuais ou apenas apaixonados pela vida, quem sabe podem ser filosófos ou apenas leigos querendo amar e serem amados! Alguns se expressam de uma forma abstrata nos fazendo refletir sobre a vida ou sobre o que ele quer dizer com suas palavras sinônimas ou quem sabe apenas palavras ao vento, outros, abertos de uma forma bem simples e clara de se expressarem!!! Mas todos são poetas, são poetas do amor, da tristeza, da realidade, dos sonhos, das noites, dos mares e principalmente, da vida!!

Parabéns a todos os poetas!!!

27 agosto 2009

grilo!!!

São seis horas amanhece
e o grilo da madrugada
repete sonoro no piso
de cimento do edificio
cri cri cri...
Os bichos emborrachados
metálicos sinalizam
alguns seres vão dependurados...
O grilo segue a rotina
cri cri cri...
Avenida flores da Cunha
poucas flores tem
O grilo me causa espanto
Onde me habito grilos
são seres surpreendentes
são rotineiros os cri cri cri
para o grilo
mas pra mim rompem o hábito
amanhece...

25 agosto 2009

as vezes

as vezes a gente cansa
DE DANÇAR CAN CAN EM GRUPO
CANSA DE SER A CONSELHEIRA
DA CORTE
CANSA DE TER SEMPRE UMA PALAVRA
A MEIO FIO DA CALÇADA
DE SER TAPETE VERDE POR QUE
DE VERMELHO O OUTRO POETA
JÁ FALOU
CANSA DE ENLOUQUECER VOSOTROS
CANSA DO SORRISO ENSAIADO
PORQUE SORRIR VIVER E MORRER DE
RIR SÓ POR UMA BOA PIADA
VOSOTROS NÃO ESTÃO NEM AI
CANSA DE LEMBRAR DA lUKA...
CANSA DO CHE NA CAMISETA E DO
BOB NA LADEIRA
PODE CRER
A GENTE CANSA DOS SIMBOLOS,SIGNOS
INVENÇÕES DE SI MESMO
E NEM DE INVENTAR O OUTRO É POSSIVEL
QUANDO A GENTE CANSA...
CANSA DA HIGIENE HABITUS MORTEMMM
CANSA DO GEL DO VIRUS DOS NOMES ESQUISITOS
CANSA DE QUEM HABITA COOHABITA O DESVAREIO
QUE CANSA DE SER POÉTICO
QUER SER GENTE
MAS SER GENTE....AHHHH CANSA
CANSA...!!SIMONE CUSTODIO

08 julho 2009

Poderia ser ...a morte ou fuga das palavras

...quando ficamos sem palavras...as palavras fogem de mim


me deixam muda... sinto vontade de dizer...mas as palavras tornaram-se
invisiveis,,,não as quero aqui queria vc
só vc...sem palavras complementos no meu pensamento
nada de palavras lança aquelas que ferem
só afeto
nada de palavras, outras, nada de nomes
só o sentimento de afetto preenchendo o espaço
nada de palavras que explicam, complicam quero
só o braço e o abraço
nada de palavras soltas
presa nos teus braços e amordaçada na tua boca!Queria
assim...Um beijo me calando as palavras loucas...

08 abril 2009

Abril novamente 3

Abril...Abriu...

Os balões surgirão no céu de Abril
Não se trata de guerra fria
Ma do calor impulsionado pelos
ventos que sopram nos litoraneos torrenses
O poeta em retiro na costa doce em Tapes
sonhará com os balões coloridos de Torres.


Assim sonhou João Cabral e seu Tecendo a Manhã:
1
Um galo sozinho não tece uma manhã:
ele precisará sempre de outros galos.
De um que apanhe esse grito que ele
e o lance a outro; de um outro galo
que apanhe o grito de um galo antes
e o lance a outro; e de outros galos
que com muitos outros galos se cruzem
os fios de sol de seus gritos de galo,
para que a manhã, desde uma teia tênue,
se vá tecendo, entre todos os galos.

2
E se encorpando em tela, entre todos,
se erguendo tenda, onde entrem todos, no toldo
(a manhã) que plana livre de armação.
A manhã, toldo de um tecido tão aéreo
que, tecido, se eleva por si: luz balão.
(A Educação pela Pedra)


Vamos sonhar juntos.....Mone



31 março 2009

solmanhecendo


Fico sonhando solmanhecendo o dia
E dormindo ainda as estrelas noturnas
do dia anterior
No sorriso escondido na boca!!!
Ainda dorme
A princesa encantada!!!

24 março 2009

Infância

Infância !
Quando éramos crianças as pessoas contavam estórias em que procuravam demonstrar a sua veracidade através de exclamações, frases de efeito para nos chamar atenção.
-Teu avô dizia que isso realmente aconteceu...!!!
Nós com os olhos arregalados e com uma postura que era misto de medo e fascinação escutávamos atentamente. Assim conheci as estórias dos coquinhos... Esse é teu esse é meu... Diziam os dois... Não tenha dúvida o primeiro bebum que passou na calçada do cemitério pensou: É deus e o diabo dividindo as almas!O próximo sou eu!Correndo em disparada. Acho que vem daí a expressão: Ora vá catar coquinhos!!!

13 março 2009

Bom mesmo é bicho!!!!

Ontem uma colega falou ...bom mesmo é bicho!!!!...a cocota dela dança, canta, avil lavine em inglês perfeito.O bicho nem quer saber das mudanças ortográficas da terra mãe...só pensa em agradar a dona dele que ama o inglês e se orgulha do filhote.


Para Sheila

11 março 2009


07 março 2009

Meu pai


... é um homem centrado em si mesmo. Descobri isso ao vê-lo incorporar novas palavras ao vocabulário cotidiano. Na sua simplicidade dos sem canudos e que aprendizes da vida perambulam na busca de soluções aos problemas concretos da vida.
Ele mede a quantidade de tijolos necessários na confecção de paredes e outros utensílios inusitados que nós mulheres desejamos ao decorar a casa. É uma aula de matemática que mesmo os com canudos como eu jamais tive. A dificuldade dele é com as cores, talvez a cor e sua mistura também não entrassem nas aulas de educação artística. Ficou uma lacuna que o tempo não se encarregou de preencher. Mas os com canudos também se observam alguma dificuldade no momento crucial de preparar a cor das paredes que ao contrário do laranja desejado transformam-se em rosa. Uma cor bem feminina por sinal em sua simbologia. O pai esse meu pai tem dificuldades em dispor segundo a filosofia oriental os objetos na futura casa que ele construiu sem ser arquiteto e nem engenheiro. Talvez a casa da sabedoria que adquiriu com tempo e a vida vivida tenham uma marca.
Inevitável é a marca dos que amam e se esmeram no que fazem. Estes não marcam a si mesmos, embora centrado em si mesmo, esse meu pai de simplicidade rústica, inventor de paredes e soluções práticas. Marca sim aqueles a quem ama.

Simone Majerkovski Custodio
6 FEV09



Comentário de uma amiga Vera- SP ESCRITO COM A TINTA QUE PASSA PELO CORAÇÃO.

É preciso ter nervos de aço!


É preciso ter nervos de aço!
Mone poeta
Em 2012 segundo circula nos periódicos teremos o fim dos tempos. Previsão feita pelos Maias em tempos remotos. Assim quais seriam seus últimos desejos?Lembre-se tem três anos para realizá-los.
Em um retrospecto de vida penso que já realizei alguns, mas nossos desejos mudam com o passar dos anos. Daqui a três anos sabe Deus onde reencontrarei meus desejos? Às vezes o mundo da gente acaba antes do mundo de todos acabarem.
Alguns dos nossos vão bem antes. Meu tio foi um deles. Mas aquilo de desejoso em vida ficou sem saber se ele realizou. Ainda tenho as pipas coloridas que ele soltava na Praia em Atlântida Sul, me lembro do troféu que recebeu pela menor pipa dos mares atlânticos. Tenho a cadeira que ele usava na praia e o rádio que ele nos acordava pela manhã na rádio gaúcha.Sujeito informado,meu tio.O mundo dele acabou,mas o mundo em mim ficou,pouco bem pouco.As areias de Atlântida Sul apagaram suas pisadas.Quando vejo uma pipa...

(é preciso ter nervos de aço para suportar essa cadeira vazia...).
Amores eternos bem familiares.Alusão a música de Lupicinio Rodrigues “nervos de aço”.


Simone majerkovski Custodio
www.poemare.blogspot.com

Sono dos inocentes...

02 março 2009

Escola pólo cultural


HTML da postagem é inserido aqui (p. ex., texto, imagens, objetos, etc.)

', 'http://www.myspace.com', 3)">
Postar no MySpace! Compartilhar no MySpace!

26 fevereiro 2009

vaso

Toco no vaso Frio metálico adormecido E a sombra de uma flor Murcha... O relógio sinaliza:16:00 h

20 fevereiro 2009

Casamento


Quando ela casou
Deixou os amigos blogueiros e seus poemas
Engavetados...
A bailarina solitária que dançava em gaiolas
Vazias...
Agora tinha espectador para os passos que lentos
Aflitos que tornavam a dança mais bela...
A união

03 fevereiro 2009

Recomendo!

Longe Dela
Uma mulher com mal de Alzheimer é internada numa clínica, que proíbe visitas nos primeiros 30 dias do paciente no local. Após este período seu marido vai visitá-la, mas ela já não mais o reconhece. Dirigido por Sarah Polley e com Julie Christie e Olympia Dukakis no elenco. Recebeu 2 indicações ao Oscar.