Fazendo Gato & Sapato

09 fevereiro 2008

desejos!

Eu quero a sorte de um amor tranquilo...algum antidoto anti-monotonia(CAZUZA).
para vc minha deusa Atena...
Bons momentos...a vida é tecida de pequenos bons momentos
por serem simples chegam em simples diálogos
por serem simples trazem as profundidades oceânica em seu dorso
por serem simples trazem a complexidade contraditória do que é humano
do que se faz o humano
por serem humanos precisam da relação humana para existir e para existir
precisam do diálogo para impusionar o desejo...
DESEJO
Somos seres de desejo...desejantes
mas o desejo não é algo dado
não é algo estático
não é como a maçã que comemos e logo saciado o desejo o sabor permanece
em nossas bocas...não
o desejo é alimento mas também precisa ser alimentado...um desejo sozinho é
sonho
um desejo de ambos faz-se realidade
mas o desejo não vive da realidade
a ambição do desejo é o sonho
o sonho é o combustível do desejo e do desejante
ambos são um e por vezes únicos
mas o desejo não é único
o desejo é múltiplo,multiplicador de sonhos nos desejantes
os desenjantes desconhecem como chegam os desejos
eles chegam permanencem e partem ao mesmo tempo
o tempo é o senhor do desejo
desejo e tempo são androginos precisam-se de si mesmos para a complexidade
da obra de ser um ser desejo-desejante

24 de Janeiro de 2007 13:46

Um comentário:

martha barbosa disse...

Suas poesias são lindas, dá para dar uma 'arejada' na alma. Parabéns. meu blog é marthacorreaonline.blogspot.com